Top Social

Paracetamol - Cães & Gatos

12.4.12
@Fredrick Lee

Numa última visita ao veterinário, foi nos avisado que jamais se deve administrar Paracetamol a cachorros. Paracetamol pode ser encontrado no Ben-u-ron, Panasorbe, Cêgripe, Panadol - medicamentos tão normais quanto a sua sede.

O paracetamol é um fármaco analgésico (combate a dor) e antipirético (reduz a febre) mais vulgar na medicina humana, inclusivé, usa-se ao nível da pediatria, dada a sua segurança no ser humano. Ao contrário do que as pessoas pensam "se me faz bem a mim, ao meu cão também o fará", este fármaco é altamente tóxico para os animais de estimação, nomeadamente cães e gatos.

Neste breve texto responderei a perguntas que até podem parecer básicas, todavia muitas vezes negligenciadas. Posso usar paracetamol quando o meu animal tem “febre”? Quais as consequências do uso de paracetamol? O meu animal pode morrer se tomar este medicamento? Existe antídoto para este medicamento?

Como já referi o paracetamol é o fármaco mais tóxico para os animais de estimação. Não pode ser utilizado em nenhuma situação. Existem alguns fármacos próprios e aprovados para eles, sendo na maioria até restritos ao ser humano. esta restrição deve ser respeitada, mais adianto que não deve medicar o seu animal sem consultar o seu médico veterinário.

As consequências do uso de paracetamol são de elevada preocupação - toxicidade aguda e grave nas células do fígado e do sangue. Podem apresentar edemas (inchaços) na face e membros. poderá ainda reparar na coloração azulada das mucosas (lábios, conjutiva do olho) ou mesmo da pele devido a intoxicação a nível sanguíneo.

Sim, o seu animal pode morrer. O paracetamol pode ser mortal para um gato em doses relativamente baixas (um comprimido de 500 mg pode matar um gato adulto). Em cães, embora seja tóxico, a afecção é menos grave e raramente provoca intoxicação grave.

Sim, existe um antídoto para a intoxicação por paracetamol. Deve ser administrado o mais rapidamente possível após a intoxicação. O seu veterinário poderá fornecer-lhe mais informações sobre este assunto.

Nota: Não se esqueça que apenas o seu médico veterinário está qualificado para o aconselhar no tratamento do seu animal de companhia.